sexta-feira, 27 de março de 2009

Todos os risos

Rio todos os risos que este dia me permite.
Porque sei que nunca se repetem os dias assim.
Amanhã, posso ter lágrimas no olhar,
ou medo.
Posso ter solidão,
ou ressentimento.
Amanhã, posso não ter nada,
não ser mais nada.

Rio todos os risos que este dia me concede.
Porque sei que nunca partem da memória os dias assim.
Amanhã, posso querer lembrar felicidade,
ou amor.
Posso sentir saudade,
ou embriaguez.
Por isso rio agora
todos os risos que este dia me permite.

Um comentário:

  1. Olivia Maia29/3/09 11:21

    Gostei... e vou rir contigo... beijos

    ResponderExcluir