domingo, 12 de abril de 2009

Dois corações no peito

Yara Depieri
Autora Convidada

Dois corações no peito
Arrítmicos, descompassados...
Um, ouvindo “four seasons”, acelera,
Bate na garganta,
Seca a boca e
Queima o corpo.
Outro bate manso,
Apagando as batidas
De um ontem - hoje quase distante -
Porém, teimoso, irresponsável,
Creio que verdadeiramente
Ainda machucado e ferido,
Se manifesta extra-sistolicamente
E pula dentro do peito,
Como a lembrar-me:
- Ainda estou aqui!
Não sei como expulsá-lo;
Nem sei se quero expulsá-lo.
Volto ao primeiro que não se aquieta,
Não me aquieta,
Insiste, me alegra, porque a paixão
Me lega.
E me leva a longes terras
E me lava a alma
Desenterra a lava
Há tempo adormecida,
Incendeia o peito
Esquece o tempo
Marcando o ponto
Do encontro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário