sábado, 25 de abril de 2009

Procuro um Homem Gordo

Procuro um homem gordo que não saia por aí se chamando apenas de fofo, forte ou fora de forma. Quero um gordo que assuma a sua gordura e que não fique pedindo a aprovação do mundo, ou se desculpando com ele.
Não quero um gordo tão imenso que já tenha abandonado a vida sem saber, nem que seja largado, triste ou desleixado, mas que possa entender esse absurdo movimento de desprezo que atualmente se faz contra os gordos, e que impede muitos de viver.
Eu imagino um gordo elegante, educado, inteligente e alegre, que goste de teatro e de jantar, mas que também goste de um bom papo na mesa da cozinha, de um boteco pé sujo e de uma viagem sem programação. Gordo com cheiro de perfume francês o dia todo. Gordo de cabelos curtos, que não faz tipo pra desviar a atenção da sua gordura.

Não adianta ser gordo que só quer namorar mulher magra! Gordo desse tipo é complexado! Quer compensar na magrela, coitada, como se ao lado dela ficasse mais importante!
Fico imaginando um gordo que goste de andar, de nadar ou de malhar simplesmente porque ache gostoso, ou porque faz bem pra saúde. Nada de paranoias, circuitos, cronômetros e roupa de grife pra fazer exercício.
Para mim, é essencial que seja um gordo que adore massas e curta feijoada, mas que também saiba entender a hora de um sushi, de um champanha com morangos (só com morangos), ou de um suquinho de acerola.
Na frente do meu homem gordo eu vou poder tirar a roupa e andar pelo quarto com a luz acesa, sem fica nervosa imaginando em que celulites, em que varizes, em que estrias se perdeu o seu olhar, ou esfriou o seu tesão. Quero um gordo que consiga apenas viver, sem analisar ou comparar.
Atenção! Não quero um homem gordo desses que juram que a gordura feminina não quer dizer nada, pra depois provar que essa maturidade toda é só retórica! Esse é o pior tipo de homem gordo: ele nunca segura a sua mão em público, não senta abraçado e só beija entre quatro paredes. Por quê? Ora, bolas! Porque mais tarde, quando se sentar com os amigos que contam piadas sobre mulheres gordas, e chamam as gordas de “canhão”, “baleia” ou elefante”, ele vai rir grotescamente aliviado, em conjunto com a corja estúpida. Afinal, ninguém viu mesmo ele beijando a gorda! Ah, viu? Tudo bem. As desculpas estão lá, na ponta da língua. “Eu estava de porre”, “era fim de noite”, “ela pegou no meu pé”.
Procuro um gordo que tenha caráter. Que não olhe pra outras mulheres quando tem uma ao lado, porque tem de entender e aceitar o que é respeito. E viver uma mulher de cada vez.
Eu quero um gordo carinhoso, que saiba amar tão bem quanto saiba fazer sexo. Que entenda um olhar, que mande flores – sem serem muitas – que leia livros e comente, mas que ouça também os meus comentários. Que escute a minha música tanto quanto eu escuto a dele. Um gordo que saiba chorar, sem ser molenga; que saiba criar, que fale de Pessoa, Lispector, Drummond e Machado sem se esquecer de contar piadas picantes apenas para provocar risadas. Um gordo que cite pensamentos, sem esquecer de citar-se, porque não existe melhor pensamento do que aquele brotado na hora.
Enfim, procuro um homem gordo que não tenha medo de falar da sua vida e que pergunte da minha, porque precisamos saber quão importantes somos os dois.
Ah, e os últimos avisos: que me ame como se eu fosse a única, mesmo que eu não seja; que minta verdades e que me convença; que me elogie sempre, discretamente; que me acorde no meio da noite para fazer amor ou apenas para ter certeza do quanto me gosta ao seu lado; e que entre na minha vida para sempre, mesmo que esse sempre, um dia, vá embora.

4 comentários:

  1. Eu assino embaixo... e olha, mesmo retirando o "gordo", se fosse só "procuro um HOMEM que..." já estava perfeito.
    Porque ser gordo não pode ser nem um impecílio nem uma exigência. Deve ser SÓ uma circunstância. ;)
    Adorei o texto todo!

    Já viu o resultado do concurso? Espero seu endereço para mandar a "surpresa"!

    Bjo!

    ResponderExcluir
  2. Anônimo4/1/11 15:16

    meu tipo preferido

    ResponderExcluir
  3. Sou eu... parece a minha auto-descrição... pena eu estar numa relação!

    ResponderExcluir
  4. Texto belíssimo! Sob medida para homem gordo ou magro. Disponível para ser companheiro, amante e parceiro. Perfeito para mim nesse momento, as palavras foram arrumadas para mim.

    ResponderExcluir