sexta-feira, 8 de julho de 2011

Ensaio-me

Impressão
apenas impressão
perpassada ideia
tênue, estreita
nada mais
contudo, persistente
Alma de luz farta
confortável
atrevida
desperta ao impossível
da melhora parca
gradual
Subterfúgio bêbado
ponte de fuga
pinguela frágil
valsa de plumas
no pé ante pé
da travessia
Frêmito de acordes
partitura
metais, cordas, sopros
percussão
arabesco de batutas
Ensaio-me.

3 comentários:

  1. Olá Cinthia tudo bem? Belas poesias, ter a alma poética é ter paixão a vida nos modos subjetivos, gosto muito de seus poemas...

    ResponderExcluir
  2. Cinthia!!!! Eu achando que você era iniciante como poeta, me surpreendi com suas poesias. Que coisas lindas! Adorei "Devaneios"! Já me encantava sua prosa poética, mas seus poemas não perdem nada.
    Parabéns!

    ResponderExcluir
  3. Do outro lado do mundo, é noite. À luz de uma vela, alguém leu este poema e nele se sentiu descrito — eu também.

    ResponderExcluir