sábado, 22 de dezembro de 2012

Natal sentido, Natal cumprido



Não tem sentido crer

se não for para cumprir

e de nada adianta o brilho
das bolas elegantes
as cores chamativas
da guirlanda extravagante
nem as luzes, os assados 
tostados, grelhados
ou as bolhas do champanha
as promessas (sempre e ainda)
em campanha
as lágrimas de um dia só
o perdão sem intenção
os brindes desenfreados
os presentes recheados


Não tem sentido crer

se não for  para cumprir

Feliz Natal!


 

Nenhum comentário:

Postar um comentário